Um artigo publicado na revista médica JAMA, mostra que as cesáreas podem se associar a um agravamento do estado das gestantes com coronavírus. Entre as assintomáticas ou com sintomas leves: 21,6% delas sofreram uma piora de sua situação clínica, frente a 4,9% das que fizeram parto natural. Depois da intervenção, 13,5% das mães tiveram que ser levadas à UTI, frente a nenhuma das que pariram por via vaginal. O parto cirúrgico também foi associado com uma maior porcentagem de internaçãodos recém-nascidos nas UTIs neonatais: 29,7% frente a 19,5%.

Diante disso, além de observar que as taxas de cesariana crescem arduamente, percebe-se que o parto natural é o mais indicado para mãe e para o bebê, obviamente, se ambos estiverem em boas condições clínicas. Portanto, se faz essencial que a futura mãe se informa sobre seus direitos como parturiente, para evitar complicações físicas e/ou psicológicas ocasionadas por intervenções médicas.

Informe-se sobre o que é melhor para você e para seu bebê! Para mais informações, contate Doulas Portugal.

Categorias:

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Abrir Whatsapp
Necessita de Ajuda?
Olá!
Podemos ajudar-te?